Exército do Níger neutraliza 40 terroristas islâmicos em confrontos

Imagem de autor desconhecido, que seria de um ataque dos terroristas islâmicoa contra aldeias no Níger nesse fim de semana. Via redes sociais.

Ontem dia 11 de julho, cerca de 100 terroristas islâmicos fortemente armados em motocicletas atacaram as aldeias da região de Tchoma Bangou no Níger.

O Ministério da Defesa do Níger anunciou o ataque em um comunicado lido na televisão pública que não identificou qual dos grupos de terroristas islâmicos estariam por trás do último ataque terrorista.

A “pronta e vigorosa reação” das Forças de Defesa e Segurança (FDS), “possibilitou repelir o ataque e infligir pesadas perdas ao inimigo”, disse o ministério, acrescentando que seus militares apreenderam motocicletas e um depósito de armas com muitos fuzis AK47s e metralhadoras dos terroristas.

Há, segundo informações cruzadas de relatos de civis bem como de testemunho de militares anônimos que; exitem 49 vítimas no total sendo 5 civis, 4 militares e 40 terroristas mortos nos confrontos.

Tchoma Bangou está localizada na região de Tillaberi, na fronteira com Mali e Burkina Faso, uma área conhecida como “as três fronteiras” que tem sido regularmente alvo de grupos jihadistas concorrentes na estratégia de concorrência do terrorismo islâmico estabelecido pelo Boko Haram e ISIS na Africa.

Tillaberi está em estado de emergência desde 2017. As autoridades proibiram o trânsito de motocicletas dia e noite durante um ano e ordenaram o fechamento de alguns mercados suspeitos de abastecer “terroristas”.

No geral, os ataques jihadistas contra civis se multiplicaram desde o início do ano, com mais de 300 pessoas mortas em três séries de ataques contra vilas e acampamentos no oeste do país. Em janeiro, 70 civis foram mortos por homens armados em Tchoma Bangou e 30 na vila vizinha de Zaroumadareye.

No mês passado, 19 pessoas foram mortas em aldeias da mesma comuna, segundo autoridades.

De acordo com estimativas das Nações Unidas, há mais de 300.000 pessoas deslocadas internamente no Níger, muitas das quais fugiram da violência terrorista que aumentou desde 2015.

Um dos países mais pobres do mundo, Níger há anos lutou contra insurgências jihadistas em seu flanco sudoeste com Mali, bem como Boko Haram em sua fronteira sudeste com a Nigéria. Os repetidos ataques ceifaram centenas de vidas e obrigaram milhares a abandonar as suas casas.

Até agora, a UE fez muitas promessas e divulgou bastante retórica em relação à situação do Sahel, no entanto, de tudo isso resultou muito pouco efeito tangível.

Ainda não foram divulgadas imagens confiáveis sobre os acontecimentos pelas autoridades do Níger ou pelos canais de redes sociais locais.

  • Com informações Deustche Welle, AFP, France Inter, STF Analysis & Inteligence via redação Orbis Defense Europe.




Be the first to comment on "Exército do Níger neutraliza 40 terroristas islâmicos em confrontos"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*