Exército Indiano nega emprego de arma de microondas pela China no leste de Ladakh

Imagem ilustrativa via India Media.

Anteriormente, um importante diário do Reino Unido e outros dos EUA e Europa relataram que o PLA (Exército Popular da China) usou uma arma de microondas contra as tropas indianas posicionadas no leste de Ladakh. O Exército indiano disse que nenhum incidente desse tipo ocorreu em Ladakh, o que deixa claro que a divulgação de tal fato não passa de manobra de propaganda política.

“Os artigos da mídia sobre o emprego de armas de microondas no leste de Ladakh não têm base. A notícia é FALSIFICADA ”, declarou o Exército Indiano em um tweet:

O uso de arma transformou o topo dos morros “em um forno de micro-ondas”, forçando os soldados indianos a recuar e permitindo que as posições sejam retomadas pelos chineses sem troca de tiros convencionais, informou o Times, o Daily Mail e até mesmo o New York Times dos EUA.

Fonte: Daily Mail UK.

blank

As noticias falsas foram manipuladas com base em um relatório e afirmações feitas por Jin Canrong, professor de relações internacionais da Universidade Renmin, com sede em Pequim.

O professor disse durante uma palestra que o uso da arma ajudou o PLA a aderir à regra de “não emprego de armas de fogo” ao lidar com soldados indianos no ponto de confronto. “O ataque por micro-ondas teria ocorrido em 29 de agosto”, afirmou.

De acordo com um relatório de fevereiro de 2019 em en.people.cn, a China estava trabalhando em um sistema de armas não letais baseado na tecnologia de radar de microondas.

O engenheiro-chefe do projeto, de sobrenome Su, foi citado como tendo dito que o Microwave Active Denial System funciona disparando micro-ondas milimétricas em alvos, o que pode causar ataques de nervos e dor insuportàvel, em uma tentativa de interromper efetivamente as ações violentas do objetivo e se dispersar tropas.

De acordo com um relatório do New Scientist de 2008, as microondas podem aquecer os tecidos do corpo, “causando uma onda de choque dentro do crânio que pode ser detectada pelas orelhas”.

A revelação veio por trás de relatos de que durante as negociações militares e diplomáticas em andamento para resolver a disputa de fronteira de meses, Índia e China chegaram a um acordo verbal ainda não assinado sobre o desligamento ao longo da Linha de Controle Real, a partir de Pangong Tso (lago).

Foi relatado que, como parte do plano de desligamento alcançado, cujo cronograma ainda não foi finalizado, a China recuaria para Finger 8 na margem norte do lago Pangong, enquanto a Índia voltaria à sua posição que existia antes de abril / maio.

Os dois lados então se enfrentariam na margem sul do Pangong Tso antes que o desengate se movesse para Depsang.

No entanto, a mídia estatal chinesa negou qualquer entendimento sobre o desligamento ao longo da ALC.

  • Fonte: MoD da India, Times Now e Indian Aerospace Defense News (IADN) via redação Orbis Defense Europe.


blank

Be the first to comment on "Exército Indiano nega emprego de arma de microondas pela China no leste de Ladakh"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*