Garoto de 13 anos derruba mini-drone do Exército Francês na África usando estilingue

Imagens via redes sociais.

Um garoto de 13 anos se tornou um verdadeiro herói em Burkina Faso depois de abater com seu estilingue um drone francês que estava voando sobre os manifestantes. O jovem é agora apelidado de “o atirador nº 1” de Burkina Faso Faso.

Os populares estavam bloqueando a estrada para um comboio do exército francês para exigir sua saída e protestar contra a violência e a insegurança no país. E enquanto as tropas analisavam o que fazer, um drone portátil semelhante a drones de uso recreativo foi lançado ao ar para efetuar imagens e avaliar a quantidade de pessoas e localizar eventuais ameaças.

O comboio de logística, vindo da Costa do Marfim com destino ao Níger, foi bloqueado no dia 18 de novembro devido à pressão de milhares de manifestantes que se opunham à sua passagem, e, bloqueado novamente em 20 de novembro por manifestantes . Os franceses se retiraram para um terreno baldio cercado enquanto esperavam que a estrada fosse liberada para eles, mas os manifestantes quiseram forçar o caminho e atiraram pedras.

Bloqueios e agressões como essas são comuns em todas as regiões da Africa aonde tropas estrangeiras estão presentes em missão de paz, mas a população é incitada aos protestos e bloqueios sob influência e pressão das gangues de terroristas islâmicos que controlam e influenciam a população.

A situação ficou tensa e os militares franceses foram obrigados a efetuar dispararos de advertência. As forças de segurança de Burkinabe também estavam presentes no local no momento do incidente mas pouco fizeram para ajudar. Existem relatos de quatro feridos entre os populares, mas a origem dos disparos que os atingiu certamente é de armas de terroristas infiltrados na população que atira nos civis e depois incita os populares a culpar os militares.

O país está vendo um aumento na violência jihadista dos terroristas islâmicos. Milhares de pessoas manifestaram-se no final de junho nas regiões Norte e Centro-Norte, contra a “crescente insegurança”, apelando às autoridades para que tomem as medidas cabíveis.

Burkina Faso enfrenta desde 2015 ataques cada vez mais frequentes e mortais de grupos jihadistas que deixaram cerca de 1.500 mortos e forçaram mais de um milhão de pessoas a fugir de suas casas em áreas de violência.

  • Com informações Benin TV, France 24, France Inter via redação Orbis Defense Europe/Paris.




Be the first to comment on "Garoto de 13 anos derruba mini-drone do Exército Francês na África usando estilingue"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*