Paquistão apoiou Talebã com drones, helicópteros e forças especiais contra Resistência Nacionalista Afegã

Forças especiais paquistanesas foram necessárias para apoiar ofensiva contra a resistência nacionalista afegã no Vale Panjshir. Imagem ilustrativa via redes sociais.

Os militares paquistaneses participaram da ofensiva do Taleban contra as forças da resistência na província de Panjshir, no nordeste do Afeganistão, informou o correspondente estrangeiro da Fox News, Benjamin Hall, em 7 de setembro. Outras fontes do movimento da resistência Nacionalista Afegã também confirmaram as informações.

De acordo com Hall, fontes do Comando Central dos EUA informaram à Fox News que os militares paquistaneses apoiaram o Taleban com drones de combate, helicópteros e forças especiais, já que a resistência era muito bem organizada e motivada, ao contrário dos talebãns que tem apenas um fanatismo tão grande quanto sua desorganização e quantidade de armas e munição .

“Os militares paquistaneses estão ajudando a ofensiva do Taleban em Panjshir com 27 helicópteros e muitos grupamentos de Forças Especiais do Paquistão, apoiados por ataques de drones paquistaneses”, escreveu Hall no Twitter sem dar mais detalhes.

Fontes da inteligência Indiana, que observa atentamente as movimentações que envolvem o antigo inimigo paquistanês também confirmam o apoio em armas, material e pessoal operativo em campo para o Talebã, assim como uma ainda não provada ajuda chinesa com suprimentação em munição.

 

O Taleban impôs o controle de Panjshir em 6 de setembro, após uma rápida batalha com as forças de resistência, que não resistiram muito.

O último dia de combate em Panjshir viu a morte de Fahim Dashty, porta-voz da resistência, e do general Abdul Wudod Zara, comandante da resistência e sobrinho do falecido líder afegão Ahmed Massoud. O Taleban afirmou que os dois foram mortos em confrontos com seus combatentes. No entanto, fontes da resistência disseram que os dois foram mortos em ataques de drones no Paquistão.

O paradeiro do líder da resistência Ahmed Massoud Jr. permanece desconhecido. A outra figura chave da resistência, o ex-vice-presidente do Afeganistão, Amrullah Saleh, teria se refugiado no Tadjiquistão.

As forças de resistência recusaram – se a reconhecer a derrota. Massoud disse que sua força, oriunda dos remanescentes do exército regular afegão e também de milicianos locais, ainda estava lutando.

Os relatos de um envolvimento direto do Paquistão na batalha de Panjshir não surpreenderam. Enquanto a batalha esquentava na província montanhosa, o chefe da Inter-Services Intelligence do Paquistão chegou a Cabul supostamente para discutir questões relacionadas à “paz e estabilidade” do Afeganistão.

  • Com informações STFH Analysis & Intelligence, France Inter, Fox News via redação Orbis Defense Europe/Genebra.




Be the first to comment on "Paquistão apoiou Talebã com drones, helicópteros e forças especiais contra Resistência Nacionalista Afegã"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*