Pfizer estima vendas da vacina anti-Covid; US$15 bilhões em 2021

Imagem ilustrativa via Le Parisien.

Essa vacina, desenvolvida com a BioNTech, seria, assim, um dos produtos mais rentáveis ​​da história da farmácia. Não estão incluídos os cálculos sobre vendas de outros insumos e acessórios suplementares.

O grupo farmacêutico americano Pfizer estima que as vendas da vacina anti-Covid , desenvolvida em parceria com a empresa alemã BioNTech, chegarão a cerca de US $ 15 bilhões ao longo de 2021, uma quantia colossal que pode aumentar se o laboratório fechar contratos adicionais.

Essa vacina seria, portanto, um dos maiores “sucessos” da história da farmácia. A Pfizer, que divulgou seus resultados trimestrais na terça-feira, espera gerar uma margem antes dos impostos sobre este produto em torno de 25% a 30%. Já vendeu no quarto trimestre por 154 milhões de dólares a vacina, autorizada em vários países no final de 2020.

O laboratório americano, que havia fornecido no início de janeiro uma primeira estimativa de seu lucro ajustado por ação, elevou-a seguindo cálculos mais apurados sobre a receita potencial da vacina: espera agora um lucro ajustado por ação entre 3,10 e 3,20 dólares contra 3,00 a 3,10 dólares anteriormente.

Esse lucro é o indicador monitorado pelos círculos financeiros para medir a lucratividade de uma empresa, pois não leva em consideração elementos externos ao desempenho, como impostos e certos custos. A receita total em 2021 deve chegar a US $ 59,4 bilhões a US $ 61,4 bilhões, o que seria um aumento entre 42% e 47%.

A Pfizer estava no vermelho no final de 2019

Essas previsões, sublinha a Pfizer, baseiam-se no pressuposto de uma “recuperação contínua da atividade macroeconômica e da saúde ao longo de 2021, à medida que as populações são vacinadas contra a Covid-19”.

No quarto trimestre de 2020, a receita da Pfizer aumentou 12%, para US $ 11,7 bilhões. Foi impulsionado pelo aumento das vendas de tratamentos contra diversos tipos de câncer (+ 23%) e de todas as vacinas do grupo (+ 17%). O laboratório, que registrou prejuízo líquido de US $ 333 milhões no quarto trimestre de 2019, voltou ao verde com lucro líquido de US $ 534 milhões.

No ano como um todo, as vendas do grupo, que em novembro se separaram de sua subsidiária de medicamentos não patenteados Upjohn para fundi-la com a Mylan e formar a Viatris, aumentaram 2%, para 41,91 bilhões de dólares. Seu lucro líquido caiu 41%, para US $ 9,6 bilhões.

  • Fonte: Reuters, Le Parisien e Pfizer Group via redação Orbis Defense Europe.

https://www.leparisien.fr/economie/covid-19-pfizer-estime-que-les-ventes-de-son-vaccin-atteindront-15-milliards-de-dollars-en-2021-02-02-2021-8422688.php?fbclid=IwAR0_aKGImkqwlmmg50f4eeGsiJJoB1r6F1VuDSGS3lwrV48hmXvkiQrJY1c

https://investors.pfizer.com/investors-overview/default.aspx

https://investors.pfizer.com/investor-news/press-release-details/2021/PFIZER-REPORTS-FOURTH-QUARTER-AND-FULL-YEAR-2020-RESULTS-AND-RELEASES-5-YEAR-PIPELINE-METRICS/default.aspx





Be the first to comment on "Pfizer estima vendas da vacina anti-Covid; US$15 bilhões em 2021"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*