Portões Abertos traz a cidade da aviação para dentro do DCTA

Por: Mateus de Paula Vieira.

DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial) em São José dos Campos-SP abriu seus portões no sábado 19/10 e no domingo 20/10 para receber o público valeparaibano apaixonado por aviação e curiosos para conhecer as instalações e o que desenvolve o DCTA. O evento ocorreu das 9h às 17h nos dois dias e contou com exposição de aeronaves, demonstrações e apresentação da Esquadrilha da Fumaça.

O evento ocorreu na área operacional do DCTA e no MAB (Museu Aeroespacial Brasileiro). Quem visitou o DCTA pôde conhecer um pouco a respeito das atividades dos institutos ligados ao DCTA, como o IAE e o IEAV, e também o que desenvolvem algumas empresas do setor aeroespacial que tiveram estandes montados no evento.

Os visitantes conheceram em um dos hangares  um simulador de voo montado sob a plataforma de uma aeronave “AT-26 Xavante”, onde a realidade virtual traz ao “piloto” a sensação de voar um avião de caça.

A sensação de estar dentro de uma aeronave de caça era surpreendente, e podia ser realçada através do uso do macacão de voo e do capacete de um piloto da FAB.

Dentro dos hangares, os visitantes podiam divertir-se no simulador de voo de parapente e em brinquedos para as crianças. Também expuseram no evento o Grupo de Escoteiros do Ar de São José dos Campos e o Grupo Suçuarana, especializado em resgate na Selva.

O Grupo Suçuarana é uma ONG e tem como objetivo o desenvolvimento socioambiental e busca e salvamento com foco principal em ambiente de selva, mas capaz de atuar em qualquer situação. O Suçuarana atuou recentemente em Brumadinho-MG após o rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijó , trabalhando em várias frentes e auxiliando no resgatre dos corpos.

O cargueiro da Embraer KC-390, maior avião já produzido no Brasil, marcou presença no evento e atraiu olhares de curiosos e dos apaixonados por esta aeronave fantástica.

Entre as aeronaves expostas estavam o jato executivo Legacy 500 da Embraer, o T-27 Tucano e o A-29 Super Tucano. Os helicópteros H-36 Caracal da Aviação do Exército e o Esquilo da Polícia Militar do Estado de São Paulo também abrilhantaram o evento.

Embraer participou com algumas aeronaves, entre elas o mais fotografado pelos spotters presentes no evento, o 195 E-2 “Profit Hunter”.

O Portões abertos contou com praça de alimentação, onde havia food trucks e espaço kids. Momento para uma pausa entre a exposição das aeronaves e a apresentação da Esquadrilha da Fumaça começar.

Também participaram do evento diversos aeromodelos, voando ao longo do dia e atraindo olhares atentos, principalmente das crianças.

Às 14h30 do sábado, os fotógrafos e profissionais de imprensa credenciados para cobrir o evento foram chamados para um briefing juntos aos oficiais de comunicação social do DCTA, e logo após, seguiram juntos para a pista para acompanhar o início da apresentação do Esquadrão de Demonstração Aérea, carinhosamente chamado de Esquadrilha da Fumaça. O público já estava atento ao início da apresentação dos fumaceiros e se dirigia as grades para encontrar o melhor lugar para assistir à demonstração.

A apresentação se iniciou com a tradicional cerimônia na qual os pilotos fumaceiros marcham em direção às suas aeronaves, onde são recepcionados pelos seus “anjos”, como são chamados os mecânicos do esquadrão. Os pilotos preparavam-se para o acionamento dos motores já sobre aplausos do público presente. 

Os 7 A-29 Super Tucano da esquadrilham prosseguiram para a cabeceira 15 da pista do aeroporto “Prof. Urbano Ernesto Stumpf” e decolaram para uma breve passagem sobre a cidade. Os gritos e aplausos do público misturavam-se ao ronco dos 7 motores turboélice das aeronaves.

As manobras com as aeronaves ocorriam ao longo do eixo da pista e no través sob o público. Sob olhares apaixonados e surpresos a cada nova manobra e debaixo de um céu de brigadeiro, a apresentação foi impecável. 

Para Dayana Gomes, 20, a apresentação da Esquadrilha da Fumaça deu mais forças para buscar seu sonho de ser piloto da FAB, “Eu chorei, porquê vai muito além do ser, tem que amar o que faz.”

O evento aconteceu também no domingo (20/10), contando com diversas outras atrações. Atentamos a organização do evento neste ano, que de forma impecável organizou o que sem dúvidas foi a melhor edição do evento nos últimos anos. O trânsito para chegar e deixar o DCTA esteve bem organizado, e as áreas de estacionamento foram muito bem gerenciadas. 

Para o piloto privado e aluno de engenharia aeroespacial Bruno Carvalho, a organização foi excelente, “A organização este ano foi a melhor possível para um evento deste porte, sensacional.”

O Portões Abertos tem como propósito abrir as portas da FAB à população, possibilitando uma maior aproximação entre a instituição e a sociedade. A FAB cumpre seu papel de controlar, defender, e principalmente, integrar.



blank

Be the first to comment on "Portões Abertos traz a cidade da aviação para dentro do DCTA"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*